segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Nélson Cavaquinho

A foto, de 1985, registra um encontro de Bambas: Paulo César Pinheiro, Beth Carvalho, Nelson Cavaquinho, Chico Buarque, João Bosco, Carlinhos Vergueiro, Cristina Buarque e Mauro Duarte. A turma se juntou para gravar um disco em homenagem a Nélson Cavaquinho. O título, "Flores em Vida", faz referência à clássica música "Quando Eu Me Chamar Saudade", em que o compositor pede que se alguém quiser fazer algo por ele, que faça enquanto estiver vivo. A homenagem veio a tempo. Nelson morreria poucos meses depois, em fevereiro de 1986. Na contracapa, Paulo César Pinheiro sentenciou: “Nelson é o sambista que mais me arrebatou e emocionou”. (fonte: Almanaque Brasil)

.

Flores em vida (1985)


1- Devia ser condenada (Cartola, Nelson Cavaquinho)
2- Dona Carola (Walto Feitosa, Norival Bahia, Nelson Cavaquinho)
3- Não te dói a consciência (Augusto Garcez, Ary Monteiro, Nelson Cavaquinho)
4- Quem chora sempre tem razão (Guilherme de Brito, Nelson Cavaquinho)
5- Aquele bilhetinho (Augusto Garcez, Canegal, Nelson Cavaquinho)
6- História de um valente (José Ribeiro de Sousa, Nelson Cavaquinho)
7- Ninho desfeito (Wilson Canegal, Nelson Cavaquinho)
8- Rugas (Augusto Garcez, Ary Monteiro, Nelson Cavaquinho)
9- Folhas secas (Guilherme de Brito, Nelson Cavaquinho)
10- Pecado (Ligia Uchôa, Nelson Cavaquinho)
11- Minha honestidade vale ouro (Guilherme de Brito, Nelson Cavaquinho)
12- Quando eu me chamar saudade (Guilherme de Brito, Nelson Cavaquinho)
.
Em 1985, foi lançado o LP Flores em vida, produzido por Carlinhos Vergueiro. O disco contou com a participação de vários artistas: Chico Buarque, Mauro Duarte, Paulinho da Viola, Beth Carvalho, João Bosco, Toquinho e Cristina Buarque, entre outros, e pelo próprio compositor, que compareceu em quatro faixas. O disco-homenagem foi lançado em uma grande festa na Quadra da Mangueira.

Nenhum comentário: